Vantagens e desvantagens de converter o auxílio-doença em aposentadoria por invalidez.

Vantagens e desvantagens de converter o auxílio-doença em aposentadoria por invalidez.

Aposentadoria por invalidez, hoje aposentadoria por incapacidade permanente, é um benefício previdenciário dado ao trabalhador que está com incapacidade permanente para exercer sua atividade profissional habitual e não consegue a reabilitação em outra profissão.

 

Auxílio-doença, ou auxílio por incapacidade temporária, é o benefício pago pelo INSS ao trabalhador com incapacitação temporária ao trabalho, concedido ao trabalhador que se afasta de suas funções por período determinado.

 

A vantagem da aposentadoria por invalidez é que se trata de um benefício de longo prazo e a avaliação do segurado é feita a cada dois anos. Enquanto que o auxílio-doença é dado em razão de períodos mais curtos, dependendo da incapacidade.

 

Atualmente, para o cálculo da aposentadoria por invalidez considera 100% das contribuições, sem excluir 20% das menores, como era feito anteriormente. Quando se trata de aposentadoria não acidentária, considera-se 60% do salário de benefício, adicionando-se 2% a cada ano a mais dos 20 anos de contribuição. Quando se fala em aposentadoria por acidente de trabalho, considera-se 100% das contribuições, contadas de julho de 1994 até a data da incapacidade.

 

Considerando-se essas novas regras, há casos em que os valores irão aumentar pouca coisa ou ficar igual. Entretanto, na maioria dos casos, o valor do benefício poderá diminuir muito, prejudicando o trabalhador. Assim, antes de fazer a conversão, observe o valor do benefício da aposentadoria para não sair perdendo.

 

Nós, do escritório Diniz Advocacia, seguiremos compartilhando informações importantes sobre a legislação vigente. Ainda tem dúvida sobre as vantagens e desvantagens de converter o auxílio-doença em aposentadoria por invalidez? Entre em contato com nosso escritório, estaremos à disposição para ajudá-lo.

2 Comentarios
  • Alexsandro Camargo da Silva
    Posted at 00:44h, 30 novembro Responder

    Sofro de abaulamento discal lombar com compressão na raiz ventral do saco Dural , na lombar esquerda ,tenho a perna esquerda dormente e sem força.
    No mesmo local tenho hérnia de disco e protrusoes discais.
    Não aguento abaixar,nem ficar muito tempo de pé, nem muito tempo sentado.
    Não aguento pegar peso algum.
    Tenho dificuldade pra andar e tomar banho sozinho.
    Passo com 2 ortopedistas desde 2018.
    Um do SUS e outro particular, e ambos disseram que meu caso cirurgia não resolve.
    Ambos orientaram medicação e fisioterapia por tempo indeterminado.
    Desde 2018 é um corta benefício e ativa benefício , até que entrei com ação judicial pra conversão de benefício na justiça federal.
    Tenho perícia médica judicial dia 12/01/2021 pra conversão de auxílio doença pra aposentadoria por invalidez.
    Tenho prontuários médicos de 2018 até o dia de hj, 25 laudos médicos de 2018 até hj , todos atestando minha incapacidade permanente, receitas de 2018 até hj, 5 ressonância magnética e já vou fazer a sexta.
    Comecei sofrer com isso em 24/04/2018 quando trabalhava registrado em uma logística a mais de 8 anos , quando foi constatado as doenças já me demitiram de imediato.
    Na perícia médica no processo trabalhista a períta médica afirmou que há CONCAUSA que as atividades que eu fazia contribuiram com o agravamento da doença.
    A pergunta é!
    Eu com todos esses documentos e incapacidade motora conseguirei a aposentadoria por invalidez na justiça federal na perícia médica judicial do dia 12/01?
    Quais são minhas chances?
    Com esse laudo da perícia médica trabalhista se eu conseguir a aposentadoria ela será no molde antigo antes da reforma da previdência?
    Uma vez que minhas patologias são relacionados as atividades que eu fazia?

    Obrigado pelo espaço.
    Aguardo retorno.

    • Marcelo
      Posted at 14:15h, 20 janeiro Responder

      Se conseguir a conversão, será com base no seu atual benefício.

Postar Comentario

Telegram

Siga a Diniz Advocacia no telegram

Entrar no canal
Fechar
× Posso ajudar?