A aposentadoria por Invalidez pode ser mantida

Desde o início de 2017, o governo vem fazendo verdadeiro mutirão para rever os benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez de segurados que não passam por perícia médica há mais de 2 anos.
Da forma como o governo trata os segurados, parece que todos os benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez foram concedidos com irregularidade, sem considerar que o próprio INSS é quem concede esses benefícios por meio de peritos médicos devidamente concursados.
De qualquer modo, caso seja convocado para nova perícia, será muito importante uma consulta com o seu médico para solicitar relatórios completos e novos exames, inclusive, o prontuário médico detalhado para aqueles que mantêm tratamento, pois a ausência na perícia poderá levar à cessação do benefício de forma imediata.
Outro fato importante é que se o benefício de aposentadoria por invalidez ou de auxílio-doença for cessado, o tempo em benefício pode ser contado como tempo de contribuição para novo pedido de aposentadoria. Assim, mesmo que o benefício seja cancelado o segurado pode somar o tempo de contribuição com o tempo em benefício para pedir uma nova aposentadoria.
Os aposentados por invalidez podem manter o benefício por mais um ano meio, dependendo do tempo em que ficou aposentado, na seguinte proporção:  
  a) no seu valor integral, durante 6 (seis) meses;
  b) com redução de 50% por 6 (seis) meses;
  c) com redução de 75% por 6 (seis) meses.
Por isso, é importante que após a cessação do benefício, o segurado procure um profissional de sua confiança para avaliar adequadamente se é possível requerer nova aposentadoria com a soma do período em que ficou em benefício, ou se é o caso de manutenção da aposentadoria por invalidez por mais um ano e meio.
 
Sem Comentarios

Postar Comentario

Telegram

Siga a Diniz Advocacia no telegram

Entrar no canal
Fechar
× Posso ajudar?