Blog

Muitos órgãos e setores da sociedade brasileira, assim que foi decretada a pandemia de coronavírus pela OMS, passaram a adotar as medidas sanitárias recomendadas pela organização.

Com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) não foi diferente, visto que fecharam as portas de todas as agências no país, com o intuito de evitar aglomerações e a transmissão do vírus.

O atual cenário é atípico e difícil para todos os trabalhadores, bem como para a sociedade como um todo, mas assusta ainda mais o grupo de trabalhadores informais (portanto, sem garantias trabalhistas). Mas eles não são os únicos com a renda familiar comprometido e a incerteza de manutenção de seus negócios.

Desde a decretação de pandemia e a confirmação dos primeiros casos de coronavírus no Brasil, o governo anunciou medidas para diminuir os impactos da crise sanitária na vida dos brasileiros, o auxílio emergencial é uma delas. 

O atual cenário de instabilidade e incertezas faz com que muitos brasileiros busquem soluções eficazes para garantir seu sustento e bem estar de forma rápida, tendo em vista que a situação pode se alterar a qualquer momento, com o possível agravamento da crise sanitária.

Com o fechamento das agências do INSS em todos os estados do Brasil, a preocupação com a demora na concessão de benefícios previdenciários só faz aumentar.

Para minimizar os impactos econômicos frente a nova pandemia Coronavírus, o Ministro Paulo Guedes anunciou na segunda-feira (16) a antecipação do 13º salário aos beneficiários do INSS, em duas parcelas de 50% cada conforme programação abaixo:

1ª parcela - entre 24 de Abril e 8 de Maio.
2ª parcela - entre 25 de Maio e 5 de Junho

Neste momento de enfrentamento ao Coronavírus, o INSS anunciou que irá acelerar a liberação dos benefícios de auxílio-doença e prestação continuada (BPC) pelos meios digitais.

A medida, não inclui apenas os beneficiários que contraírem o Coronavírus, ela se estende a todos os contribuintes que comprovarem incapacidade de trabalho através de laudos médicos.

A aposentadoria especial era um dos benefícios previdenciários mais vantajosos financeiramente na lei anterior, haja vista que a renda mensal inicial era bem maior em detrimento de outros benefícios.

No entanto, a Reforma da Previdência, já em vigor, traz alterações que você precisa ter conhecimento. Confira.

Telegram

Siga a Diniz Advocacia no telegram

Entrar no canal
Fechar
× Posso ajudar?